domingo, 27 de maio de 2012

Qigong


Qigong (chi kung ou chi gung) significa "Trabalho da Energia" e é essencialmente a arte de cultivar o Qi para promover a saúde e a vitalidade. Qi é a energia da vida, do corpo e da mente humanos; é a energia que antigamente era chamada de "éter", que habita o Universo desde o início dos tempos e que penetra em tudo o que nele existe.
Existem muitos estilos de Qigong, mas todos possuem movimentos de dois tipos. O primeiro consiste em exercícios em que o corpo parece não se mover. São exercícios estáticos que funcionam através da postura e que proporcionam o alinhamento de algumas partes do corpo para facilitar o fluxo do Qi. O segundo consiste em exercícios dinâmicos, que se destinam a mobilizar articulações, a distender os tendões, a fortalecer a musculatura, melhorar o equilíbrio e a coordenação. Todos os movimentos do Qigong tem um forte componente mental e os movimentos são lentos, harmoniosos, firmes e graciosos, exigindo grande controle muscular sem esforços excessivos. Os movimentos proporcionam melhor circulação do sangue e da linfa, assim como do Qi. Libertam o Qi armazenado no corpo, expelem o Qi usado e impuro e extraem a energia que circula no mundo exterior (na Terra e no Céu) para reabastecer as reservas do corpo. Frequentemente os movimentos levam a estados de meditação.

Texto baseado no livro Segredos do Qigong, de Angus Clark

Nenhum comentário:

Postar um comentário