sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Meditação Dirigida


Existem diversas técnicas de Meditação. Todas visam o bem estar geral, tranquilizar a mente, relaxar o corpo, diminuir o stress, proporcionar um encontro consigo mesmo e desenvolver o poder de concentração. Particularmente pratico e recomendo.
Mas qual é a melhor técnica? Qual é a mais indicada? Depende da afinidade de quem está praticando. É difícil para quem está iniciando simplesmente esvaziar a mente... Algumas pessoas sugerem que a concentração permaneça na respiração ou no batimento cardíaco, mas assim a mente não relaxa, pois continua concentrada. Outras pessoas também sugerem o uso de velas, incensos e música para facilitar o procedimento. Para meditação em grupo concordo plenamente com o uso destes artifícios. Mas, quando estamos sozinhos, acredito que a meditação deve ser simples e natural. Se qualquer artifício externo for incorporado, na falta dele não é possível se atingir o mesmo grau de relaxamento, pois o ambiente foi previamente condicionado a possuir estes recursos.
Tive o grande prazer de orientar um grupo de Meditação Dirigida entre outubro/2010 e abril/2011. Em cada encontro era abordado um tema, um foco principal. A partir do momento que este tema acionava a mente de cada um, produzia sensações e trazia lembranças diferentes a cada um dos participantes. O tema era abordado, conduzido e depois da prática, as sensações de cada praticante era compartilhada no grupo.  Acredito que a Meditação adentra os mais profundos recôndidos de nossa Alma e de nossa Mente, coletando informações e esclarecimentos para a melhor condução de conflitos e resolução de problemas. Outros elementos de Terapias Complementares (Florais de Bach, Aromaterapia, Cromoterapia, Gráficos de Radiestesia) eram introduzidos em alguns temas para que o resultado final fosse amplificado.

Conta uma lenda que, depois de ter criado os humanos, os deuses entraram em uma discussão a respeito de onde esconder as respostas para as questões da Vida, de forma que os homens se vissem forçados a procurá-las.
Disse um deles:
-Podemos escondê-las no topo da montanha mais alta. Eles nunca irão procurar lá!
-Não! replicaram os outros - Eles logo as encontrarão...
Então, outro deus disse:
-Podemos escondê-las no fundo do mar. Eles nunca irão procurar lá.
-Não! novamente disseram os outros - Eles logo as encontrarão...
Todos se entreolharam e calaram...
Depois de algum tempo, o mais sábio deles sugeriu:
-Devemos colocar as respostas dentro dos homens. Eles nunca irão procurar lá.
E assim fizeram...

Partindo deste pressuposto, procure dentro de você. E encontrará as respostas... Medite, encontre o seu Centro e encontre as respostas...

Se tiver interesse em ler mais sobre o assunto, sugiro 2 livros de fácil leitura e que vem acompanhados de CD para facilitar a prática: Meditando com Brian Weiss e A Arte da Meditação, de Daniel Goleman. 

Namastê,
Cyntia Cardon
(Imagem retirada da internet)

2 comentários:

  1. Dicas muito bacanas, Cyn. Começarei a praticar meditação e seguirei as sugestões apresentadas no texto. Parabéns, você escreve muito bem! :) Post super interessante, porque a meditação é excelente para controlar a ansiedade e o estresse, infelizmente tão comuns nestes tempos de correria no trabalho e na vida pessoal.

    ResponderExcluir
  2. Pratique mesmo, Renato. Você vai sentir diferença desde o início.
    Infelizmente levamos uma vida cada vez mais corrida e menos regrada, e a meditação pode ser usada realmente para o controle da ansiedade e do stress...
    Sou beneficiada com o uso regular e indico sempre.
    Namastê,
    Cyntia Cardon

    ResponderExcluir