quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

Medicina Tibetana


Estou lendo O Livro da Medicina Tibetana, de Ralph Quinlan Forde. Trata-se de um livro ricamente ilustrado, extremamente didático para quem não tem conhecimento na área e absurdamente envolvente... Particularmente pratico os preceitos da Medicina Tradicional Chinesa, mas confesso que estou sendo seduzida pelos preceitos tibetanos... Abaixo segue compilação do prefácio do livro acima citado:

"A medicina Tibetana é um dos mais antigos sistemas médicos integrados do mundo. Essa tradição de cura é praticada com sucesso no Tibete há mais de 1.000 anos. A ciência da cura - sowa rigpa - tem uma compreensão única da causa da natureza da doença, das três energias vitais internas e até mesmo da anatomia dos 72.000 canais corporais, assim como uma vasta farmacopéia de cura. A tradição médica é baseada em quatro tantras médicos chamados Gyud Zhi. A partir da época do Buda Shakyamuni, tem sido grande a afinidade entre a medicina de cura e o Budismo. Esse sistema interativo de saúde oferece tratamentos para o corpo e para a mente. Quanto aos médicos tibetanos que praticam no Ocidente, os pacientes ficam impressionados com a sua compaixão. Essa medicina é uma parte muito importante da cultura Tibetana e, ao conservar e incentivar o uso da ciência da cura, garante tremendos benefícios para a humanidade e para todas as gerações futuras. Que todos aqueles que entrarem em contato com a medicina Tibetana tenham a sua vida protegida, as suas doenças e dores curadas e a sua angústia mental aliviada, e que realizem a sabedoria e a compaixão."
Sua Santidade o 17. Karmapa Trinkley Thaye Dorje

Namastê,
Cyntia Cardon

2 comentários:

  1. Realmente parece muito interessante! Admiro tudo o que se relaciona ao Tibet e ao Dalai Lama. Considero-o um homem muito sábio e iluminado. Hoje ele vive refugiado no norte da Índia.

    ResponderExcluir
  2. Acabei de resgatar um livro que comprei há muito tempo, O Livro da Sabedoria, escrito por Sua Santidade, o Dalai Lama. Lá está escrito:
    "No interior do corpo existem bilhões de partículas diferentes. Da mesma forma, existem muitos pensamentos diferentes e uma variedade de estados de espírito. É prudente examinar com atenção o universo da mente e fazer a distinção entre estados de espírito benéficos e prejudiciais. Uma vez que se reconheça o valor dos bons estados de espírito, é possível desenvolvê-los ou propiciá-los."
    Namastê!

    ResponderExcluir